Bosta de País

Quantos de nós já desejamos o término de nossas vidas diante de um fracasso financeiro? Quantos de nós já sentimos a compulsão de pular de um penhasco por não poder viver um amor verdadeiro? Quantos de nós já pensamos em abreviar a vida diante de uma dor profunda? Mas ao voltar de Londres o que me provocou esse impulso foi um motivo diferente. E ainda me sinto assim, fazendo parte de um bando de lemmings suicidas, na sua loucura migratória em busca de esperança. E só piora. O Brasil inteiro em metamorfose. Eike, Cabral, Dirceu, Renan, Luiz Ignácio. Despertam de … Continuar lendo Bosta de País

O apresamento dos índios

Existem muitos personagens importantes da nossa história que ainda são bastante desconhecidos. Da mesma forma, o desenvolvimento do processo de acumulação primitiva de capital onde se formaria o centro dinâmico da economia brasileira também é pouco conhecido. Foi na escravidão indígena que a atividade agrícola e mercantil se apoiou até a descoberta do ouro em Minas Gerais. Um dos importantes personagens na formação de São Paulo foi Fernão de Camargo, que atendia pela alcunha de Jaguaretê. Morava em uma das propriedades que a família possuía lá pelos sertões de Atibaia e Jundiaí. Seu coração bruto se encantou com Dona Mariana … Continuar lendo O apresamento dos índios

Lendas das Esmeraldas

Desde a descoberta do Brasil, o sonho dourado dos reis de Portugal era o de descobrir ouro, prata e pedras preciosas no Novo Mundo. A descoberta das minas de Potosí pelos castelhanos em 1545, no límpido e gélido altiplano boliviano, a oeste do continente, deixou o reino português desolado. Os fidalgos que vieram com Martim Afonso de Souza para a Capitania de São Vicente tentaram em vão, subindo o Rio da Prata, descobrir metais preciosos. Quase todos sucumbiram à sífilis e às emboscadas de Tamoios, Aimorés e Goitacazes. Quanto às esmeraldas havia uma lenda sedutora que muitos ouviram, no alvorecer … Continuar lendo Lendas das Esmeraldas

O Planalto Paulista no século XVII

O planalto paulista era um lugar isolado do mundo, uma paisagem primitiva repleta de medo e solidão. Mas a existência do medo não eliminaria a coragem humana nem acomodaria aquelas almas embrutecidas ao sofrimento ou à opressão. Desenhariam uma das maiores aventuras brasileiras ao penetrarem pelos sertões das Minas Gerais rumo às descobertas do ouro. Não experimentaram a Peste nem as Guerras Européias e suas superstições não se tornaram atalho fácil para os tribunais da Inquisição. Vivíam no limiar da pobreza, mas o temor da fome não tinha diante de si os invernos europeus inclementes. Portanto, os desafios e o … Continuar lendo O Planalto Paulista no século XVII

Felipe II e o Portugal anexado

A União Ibérica trouxe grandes prejuízos ao reino português e consequencias importantes na História do Brasil. A perda da independência de Portugal (1580 a 1640) foi obra do poderoso rei espanhol Felipe II que, associado aos interesses da casa austríaca dos Habsburgo, dominava Nápoles, Sicília, Milão, Sardenha, Países Baixos, partes da França e feitorias espalhadas por outros continentes. No período da União Ibérica surgem El Greco, Velazquez, Murillo, o Dom Quixote de Cervantes e a poesia de Calderon de La Barca. Quanto à Portugal apenas o empobrecimento. Em 1588, o rei espanhol Felipe II organizou um ataque à Inglaterra de Elizabeth … Continuar lendo Felipe II e o Portugal anexado

O Planalto Paulista e as Ordens Religiosas

Um dos primeiros grupos religiosos a se estabelecer no planalto paulista foram os jesuítas da Companhia de Jesus. Depois vieram os carmelitas, que ensinavam teologia aos selvagens na língua tupi. Esses padres da Ordem do Carmo eram muito simples e bastantes dedicados às orações e ao trabalho. Os beneditinos chegaram ao final do século XVI. Era uma das ordens mais bem sucedidas financeiramente e os seus monges dedicavam-se à vida contemplativa. Frei Mauro Teixeira foi o primeiro beneditino a chegar à vila em 1598. Seus familiares haviam sido comidos pelos índios tamoios e ele se tornou um sujeito ainda mais … Continuar lendo O Planalto Paulista e as Ordens Religiosas

Brevíssimas sobre os Jesuítas no Brasil

A História conta que os jesuítas opuseram-se várias vezes à escravidão indígena no Brasil. Conversa! Os padres escravizaram os tupis-guaranis à moda deles. Inventaram uma vida nova para os índios, repleta de catecismos e de doenças. Nas Missões Jesuíticas eram impostos aos índios horários de trabalho, doutrina e orações. Os padres queriam transformar as aldeias em reinos de homens pios. Bobagem?? Acho que não! A teologia messiânica dos Jesuítas correspondia ao temor dos soberanos portugueses e espanhóis de que os indígenas se aliassem a protestantes ou calvinistas nos casos de invasão. Já haviam experimentado um confronto com os franceses no Rio de … Continuar lendo Brevíssimas sobre os Jesuítas no Brasil